Como Escolher Corretamente um Capacete para Moto

Um dos principais itens de segurança obrigatório para os motociclistas é o capacete para moto. Sem ele, além de cometer uma infração, o condutor perde completamente a proteção de duas das partes mais importantes do corpo: a face e a cabeça.

Porém, para que você possa unir segurança e conforto ao conduzir sua motocicleta, é importante saber como escolher o melhor capacete para você. É sobre isso que falaremos neste artigo! Confira.

Quais são os tipos de capacete para moto disponíveis e regulamentados?

Utilizar o capacete para moto é obrigatório. Não dirigir usando o equipamento significa uma multa de R$ 293,47 mais a perda de pontos da carteira e até a suspensão da CNH. Portanto, o melhor é evitar isso e fazer o melhor para sua segurança, não é mesmo?

Os capacetes permitidos para tráfego urbano e rodoviário (asfalto) têm suas regras de uso reguladas pela Resolução 453/2013 do Contran e pela Portaria 086/2002, do Inmetro. A NBR 7471, da ABNT, também influencia.

De acordo com os documentos, existem quatro tipos de capacetes permitidos, cada um com características distintas para você dirigir com segurança. Veja:

Integral

O capacete integral é um dos mais comuns e também o que mais protege o motorista entre todos da listagem. Ele normalmente é feito de plásticos e forro resistentes e tem boa ventilação.

Sua viseira cobre a parte dos olhos sobre o rosto e a lateral e o queixo ficam totalmente protegidos contra pedras, insetos e poeira, por exemplo. As melhores opções contam com forros removíveis.

Modulares

Ao contrário do capacete integral, cuja estrutura é sólida e não permite muitas opções de uso, o modular já alivia o motorista em alguns momentos, pois sua viseira é acoplada à queixeira e, portanto, móvel.

Porém, só deve ser levantada em momentos que a moto estiver parada, pois o condutor deve proteger seus olhos a todo o tempo durante o trajeto.

Mistos

Semelhante ao modular, o capacete para moto misto permite ao motorista remover a viseira inteira. Assim ele pode optar por dirigir com ou sem o equipamento, ainda que não seja o recomendado.

Não protege tanto quanto o integral, mas é uma boa para quem quer ficar mais confortável no calor, já que é possível aproveitar um fluxo de ar maior pelo espaço da viseira.

Abertos

O capacete aberto não possui queixeira, o que diminui bastante o seu potencial de proteção. Ele é o menos seguro, mas é confortável e ventilado, talvez seja uma boa opção para passeios em cidades de interior ou sítios, com movimentação menos frequente de veículos.

Caso não venha com viseira, é necessária a utilização de um óculos de proteção também aprovado pelos órgãos responsáveis para evitar as multas.

Gostou das dicas? Escolha seu novo capacete para moto e leia mais sobre estes veículos no blog do Despachante!

2018-12-19T13:57:25+00:00 dezembro 21st, 2018|Dicas|0 Comentários

Deixar Um Comentário