Pesquisar Carros Antigos — 5 Coisas Que Você Precisa Saber Antes de Comprar

Você é um dos entusiastas clássicos que ama carros antigos? Provavelmente, então, já quis ter uma dessas máquinas que fizeram história em sua garagem! É uma ótima ideia, porém, pesquisar carros assim pode ser um pouco complicado devido a diversos fatores.

Para você não ter dor de cabeça e fazer um bom negócio quando for comprar seu carro antigo, selecionamos alguns cuidados que você deve ter durante o processo de busca e aquisição. Confira neste artigo!

1. A quilometragem

Uma das principais preocupações ao pesquisar carros com muitos anos de fabricação e/ou uso é a quilometragem, apontada pelo hodômetro.

Essa peça não é 100% confiável, pois é fácil de alterá-la com ferramentas simples e um pouco de conhecimento de mecânica básica. Por isso, para evitar negócios que vão lhe dar problemas posteriormente verifique, além dos números apontados, o desgaste das principais partes do carro.

A equação é simples: um carro com quilometragem baixa dificilmente vai ter um desgaste tão grande em bancos e até mesmo no couro do volante, etc. Carros com quilometragem alta bem cuidados, por sua vez, podem estar em melhor estado do que aqueles que não receberam manutenção adequada.

Ou seja, preste atenção aos sinais, examine e entenda se aquele é realmente o estado que se espera de um veículo como o que procura. E lembre-se que carros antigos com baixa quilometragem e boa conservação são mais valiosos e, por isso, custam mais caro.

2. A placa de identificação do carro

Se você quer saber se o veículo que está pretendendo comprar sofreu alterações, como mudança de cor e motor, verificar a placa que fica fixada no chassi do carro é imprescindível.

Algumas dessas placas trazem informações bem detalhadas, outras, nem tanto. Mas todas contam um pouco da história do automóvel, garantindo que você conheça melhor o carro antigo que vai adquirir.

3. Os pontos de ferrugem

Pontos de ferrugem, bolhas e manchas marrons não condenam as máquinas antigas, mas são sinal de alerta para o comprador na hora de pesquisar carros.

Embora esses sinais não sejam impossíveis e, em alguns casos estejam totalmente evidentes e visíveis, eles não permitirão que a estética do veículo volte a ser perfeita. Dependendo da gravidade da ferrugem e dos danos, entretanto, a situação pode comprometer o automóvel e fazê-lo se desvalorizar.

Nesse caso, o ideal é não investir em veículos que estejam em situações muito complicadas em termos de ferrugem ou manchas. Caso haja um equilíbrio e tudo pareça estável para uso, vale a pena tentar negociar um preço menor pelas avarias causadas ao longo do tempo.

4. Pesquisar carros pelas cores

Um detalhe a dar bastante atenção quando se avalia um automóvel antigo para a compra são as cores internas e externas do veículo. É mais difícil traçar o histórico de um carro que teve as cores originais alteradas, o que o desvaloriza consideravelmente.

Por isso, pergunte sempre ao vendedor detalhes da história do carro, se foi pintado ou passou por procedimentos de alteração de peças originais. No mercado de veículos antigos, peças de fábrica valem muito, e não tê-las ou se foram trocadas pode ser um enorme problema para a valorização do automóvel.

Você pode verificar também em exposições de veículos antigos, por meio dos carros expostos, se a cor daquele que pretende comprar realmente reflete o que deveria.

5. O número de unidades produzidas de determinado modelo

Se você dá importância para exclusividade, antes de escolher seu carro antigo, verifique quantas unidades foram fabricadas do modelo em que está interessado. Em consultas simples pela internet você pode descobrir essa informação e ficar sabendo quão raro é o carro antigo que deseja comprar. Porém, não compre somente pela raridade e leve em conta todos os sinais acima, certo?

E então, gostou das nossas dicas do que analisar na hora de pesquisar carros antigos antes da compra? Aqui no blog da Despachante.com você sempre encontra conteúdo interessante sobre o universo das quatro rodas. Acompanhe nossas postagens!

2019-01-16T12:41:54+00:00 janeiro 16th, 2019|Comprar Carro|5 Comentários

5 Comentários

  1. Samanta 27 de junho de 2017 em 11:55 - Responder

    A documentação é sempre muito importante, adorei o post!

    • Despachante.com Despachante.com 6 de julho de 2017 em 17:22 - Responder

      Erick,
      Você precisa realizar o primeiro emplacamento e pagar os débitos proporcionais.
      Obrigada,
      Equipe Despachante.com

  2. Roberto Elias 29 de junho de 2017 em 20:38 - Responder

    Estou de olho em um carro, de 1968, mas o que me desanimou foi que o carro é placa amarela e pelo que eu entendí, a pessoa que está vendendo não tem mais contato com o “dono” no documento porquê faz muitos anos que o carro está com a pessoa atual. Existe algum meio de transferir o carro nessas condições ou é impossível. Sou de São Paulo, capital.

    • Despachante.com Despachante.com 10 de julho de 2017 em 11:09 - Responder

      Roberto,
      Terá que tentar encontrar a pessoa que consta no documento por meio de redes sociais ou com a ajuda de um advogado para realizar a transferência.
      Obrigada,
      Equipe Despachante.com

  3. Ademir 2 de agosto de 2018 em 00:59 - Responder

    Muito Obrigado, ajudo Pakas !!!!!

Deixar Um Comentário