Novos radares são instalados em São Paulo a partir de 2014

Por Mariana Buccieri
Em cinco anos, serão implantados mais 843 novos equipamentos na capital paulista, aumento de 45% no total de radares da capital

Radares urbanos

Radares urbanos


As empresas contratadas pela CET – Companhia de Engenharia de Tráfego de São Paulo começarão a instalar os primeiros radares, do total de 843, que estavam previstos para implementação nas ruas e avenidas de São Paulo. Com início em março de 2014, essa iniciativa faz parte de um planejamento do trânsito da Prefeitura que irá aumentar o número de radares urbanos em 45% ao longo de cinco anos.
Nesta semana, foi divulgada a conclusão do novo sistema de fiscalização na cidade e o governo gastará cerca de R$530 milhões por todos os novos radares. Entre os modelos de fiscalização eletrônica que a Prefeitura irá aderir estão 20 radares portáteis do tipo pistola (que irão funcionar por meio de rodízio em locais pré-estabelecidos). Através dessa fiscalização, será possível analisar as infrações de trânsito como violação do horário de rodízio, velocidade e faixa exclusiva.
Nos dias de hoje, São Paulo conta com seis equipamentos parecidos com os que serão implantados que são utilizados prioritariamente na fiscalização de excesso de velocidade de motociclistas. A licitação conta com quatro lotes com cinco equipamentos que fiscalizarão 30 locais pré-estabelecidos.
ATENÇÃO DO MOTORISTA
Esse novo sistema da Secretaria dos Transportes irá expandir a revitalizar o sistema de fiscalização automática do trânsito paulistano, inclusive para as regiões que ficam mais distantes do centro, com grandes índices de infrações e acidentes. Um dos objetivos do aumento desses radares também é intensificar ainda mais a invasão dos automóveis em corredores exclusivos para ônibus.
Com esse novo contrato, São Paulo ficará divida em quatro lotes. O primeiro será formando pela Zona Norte, o segundo pela Zona Leste e centro, o terceiro por trechos da Zona Oeste e Sul e o quarto, pelos extremos da Zona Sul e Oeste, instalados em colunas e postes nas laterais das pistas, fiscalizando infrações como desrespeito ao limite de velocidade, rodízio, zonas de restrição a caminhões, a fretados, transitar em faixa ou pista regulamentada como de circulação exclusiva para determinado tipo de veículo (como faixa exclusiva de ônibus), não conservar o veículo na faixa a ele destinada pela sinalização, transitar em local ou horário não permitido, transitar com veículo em situação irregular e sem inspeção veicular.
O outro grupo de radares será responsável por fiscalizar infrações na região de semáforos, como desrespeitar o sinal, parar sobre a faixa de pedestres ou fazer conversão proibida.

2013-10-23T10:15:18+00:00 outubro 23rd, 2013|Carro|1 Comentário

Um Comentário

  1. Georgina 29 de março de 2016 em 14:12 - Responder

    Estou com parcelas do meu carro atraso são 4 fiquei desempregada e voltei a trabalhar vai fazer um mês queria negociar em valores simbólico as 4 parcelas continua pagando carne tem como.

Deixar Um Comentário